Como arrumar emprego na crise econômica: 15 dicas de ouro – viacarreira

0
321
Dicas para arrumar emprego na crise econômica

Dicas para arrumar emprego na crise econômicaNão está fácil encontrar emprego em plena crise, mas algumas dicas podem ser de grande ajuda.

Conseguir arrumar emprego na crise econômica não é tarefa fácil. O mercado de trabalho oferece poucas vagas e a concorrência costuma ser bem maior, devido ao grande número de profissionais desempregados.

Para facilitar, é importante seguir algumas dicas que auxiliam de maneira muito positiva na busca por novas oportunidades, na participação de processos seletivos e na conquista da tão esperada vaga de emprego.

Confira a seguir 15 dicas infalíveis para arrumar emprego na crise econômica:

  1. Currículo

O currículo é a principal ferramenta para conseguir trabalho. É preciso manter o documento atualizado e as informações devem estar bem organizadas. Evite currículos muito longos, faça um resumo em todos os tópicos para facilitar a leitura e a compreensão da sua carreira profissional pelo recrutador e não se esqueça de colocar detalhadamente somente as três Web-Banner-emprego-trabalhenailhaúltimas experiências.

  1. Busca de vagas

Para encontrar as vagas abertas recorra à internet. Nas redes sociais faça parte dos grupos de emprego da sua região. Já nos sites, confira as vagas postadas diariamente. É importante verificar a veracidade de cada oportunidade, ao saber da vaga, procure mais informações sobre a empresa e tenha a certeza de que ela realmente está contratando. Nos jornais, fique atento aos classificados semanalmente!

  1. Faça um cronograma

O ideal é montar um cronograma para distribuir currículos e mandá-los por e-mail. Faça uma lista com todas as empresas que possuem vagas em aberto e escolha um dia da semana para entregar os currículos pessoalmente, mesmo que você já tenha enviado por e-mail. Essa atitude demonstra ainda mais interesse pelo trabalho ofertado.

  1. Consultorias de RH

Diversas empresas contam com as consultorias para fazer a contratação, portanto, entregar currículo em alguma delas, é a certeza de que o seu perfil será analisado e quem sabe encaminhado para das vagas lá disponibilizadas.

  1. Fique atento a caixa de e-mails

Ao analisar o currículo, as empresas fazem contato com os profissionais através do telefone de contato do currículo, por isso é importante manter o celular sempre por perto para não perder nenhuma ligação. Porém, algumas convocam os candidatos para entrevista por e-mail, então vale a pena verificar a caixa de entrada duas vezes ao dia.

  1. Flexibilidade

    0Blog-Supletivo-10x14-2.jpg-pequeno
    Publicidade CEBRAC

Durante a crise, a variedade de vagas ofertadas também diminui. É preciso ser flexível, estar aberto a novas experiências profissionais e em empresas de diferentes segmentos.

  1. Não crie raízes

Caso não queira arriscar tanto e continuar atuando na área que possui experiência, não crie raízes. Procure oportunidades em todas as regiões do país e deixe claro no currículo a disponibilidade para mudança.

  1. Esteja aberto a propostas

As propostas de salário em meio à crise econômica não costumam ser muito animadoras, mas é preciso colocar na balança e ter a consciência de que continuar desempregado com certeza é menos vantajoso do que ganhar abaixo do esperado.

  1. Vagas temporárias

Com a proximidade das festas de final de ano, a demanda do mercado aumenta e consequentemente o número de vagas temporárias também, tanto no comércio quanto na indústria. É preciso aproveitar a oportunidade, as empresas costumam efetivar grande parte dos empregados temporários.

  1. Comportamento na entrevista

A decisão do recrutador e do gerente responsável pela vaga é totalmente influenciada pelo comportamento do candidato na entrevista. Nunca haja como se já estivesse preparado para tudo, é importante reconhecer e expor os pontos a desenvolver, mas não passe maior parte da entrevista falando sobre seus pontos negativos. Dê destaque a todas as suas habilidades como profissional!

  1. Demonstre interesse

Não são todos os candidatos que são contemplados com a chance de contato direto com o gestor da empresa. Por este motivo, principalmente nas entrevistas com gerentes e coordenadores, é importante evidenciar a vontade de trabalhar e de fazer parte da equipe da empresa.

  1. Estude

É comum fazer parte dos processos seletivos provas de conhecimentos gerais. Portanto, revisar conteúdos de matemática e língua portuguesa é muito importante para não correr o risco de ser reprovado nessa etapa.

Web-Banner-CEBRAC-02-horizontal
Publicidade CEBRAC
  1. Mantenha-se Atualizado

As empresas buscam pessoas bem informadas e muitas vezes questionam o candidato sobre diversos assuntos que estão em alta na mídia, o que pode acontecer na redação ou durante a entrevista. Ler jornais e assistir noticiários ajuda.

  1. Trabalhe como autônomo

A crise econômica pode ser uma oportunidade para começar a trabalhar por conta. A opçãoé válida para profissionais de diversas formações. Planejar e dedicar-se a nova rotina é essencial para o resultado desse tipo de trabalho ser positivo.

  1. Invista em você

É principalmente durante a crise que os empregadores exigem profissionais capacitados e mão de obra qualificada para contribuir com os resultados da empresa. Faça cursos gratuitos, assista palestras na internet e leia o máximo de informações sobre a sua área de atuação.

Agora você já tem informações úteis de como arrumar emprego na crise econômica. Coloque as nossas dicas em prática e com certeza será possível voltar ao mercado de trabalho.

Fonte: http://viacarreira.com/arrumar-emprego-na-crise-economica-15-dicas-de-ouro/

PUBLICIDADE:
CEBRAC – Unidade Ilha do Governador
A mais completa escola de cursos do País!!
Tel. (21) 3396-8638
Facebook Comentários