Receita Federal apreende 100kg de heroína no Aeroporto do Galeão

0
312



Receita Federal apreende 100kg de heroína no Aeroporto do Galeão – Domingos Peixoto / O Globo

RIO – Depois da interceptação de um número recorde de fuzis (60 num único carregamento, em junho do ano passado), o Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, foi palco agora de uma das maiores apreensões de heroína no país: 100 quilos da droga, em tonéis descobertos pela Receita Federal. Segundo estimativas do órgão, a carga valeria aproximadamente R$ 30 milhões na venda do produto final, e estava acompanhada de outros 50 quilos de ácido pícrico, altamente inflamável, usado na produção de explosivos e também de pomadas contra queimaduras.

LEIA MAIS: Apreensão de cocaína no Galeão desbaratou sofisticado esquema de tráfico internacional

Ação que revelou esquema de tráfico no Galeão expôs falhas de segurança no aeroporto

Governo brasileiro pede extradição de maior traficante de armas do Brasil

A droga, pouco usual no Brasil, chegou ao Rio em setembro, vinda de Hong Kong. A carga, declarada como fluticasona, um insumo para descongestionantes nasais, foi parada inicialmente por problemas na documentação, sem um licenciamento de importação emitido pela Anvisa. A recusa dos importadores de Porto Velho, em Rondônia, em apresentar os laudos pedidos levantou a suspeita dos auditores.

LEIA MAIS: Funcionário do Galeão diz que escapou de ser preso após alerta de cartomante
Nesta terça-feira, a carga foi aberta e testada, dando positivo para heroína. A PF agora fará um novo teste para confirmar se o material é realmente a droga.

– Será investigado ainda o destino do material. Não sabemos se ele ficaria no Rio ou seria levado a outro lugar – diz Patrícia Miranda, delegada adjunta da Alfândaga da Receita Federal no Galeão. – É algo atípico. A apreensão de heroína não é comum no Brasil, até pelo custo da droga, muito maior do que as drogas mais comuns entre os usuários no país.

Segundo ela, a importadora responsável pelo material costumava trazer insumos para medicamentos ao Brasil. Etiquetas nos tonéis apontavam que eles teriam chegado ao Rio num voo da Britsh Airways, mas as investigações ainda averiguarão que trajeto a droga fez da Ásia até o Rio. Depois de passar pelo Galeão, era prevista a liberação do produto na Estação Aduaneira da Receita em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense.

– Em princípio, a importadora faz o trâmite burocrático. Só vai ser desvendado se ela participou de alguma ilicitude com o desenrolar das investigações. Historicamente a heroína não é comum o consumo interno (no Brasil). Então, pode ser que essa droga fosse enviada para outro local – diz Clayton Bezerra, delegado da Polícia Federal no Galeão. – Sendo o aeroporto do Rio o segundo maior do Brasil, sempre vai ser alvo de tentativa de trânsito de mercadorias ilícitas. Caso confirmado, parece-me que é a maior apreensão de heroína no Galeão – completa ele.

Em março de 2015, a polícia de São Paulo tinha apreendido, pela primeira vez, heroína na região da cidade conhecida como cracolândia. A droga estava com dois homens de origem africana, Chila Abdul Bakari e Omari Masimba, que vieram da Tanzânia e foram presos.

Se no Brasil a droga é pouco comum, nos Estados Unidos um relatório recente da Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou que o país vivia uma epidemia de heroína. Os dados mostraram que, em 2014, a maior potência econômica do planeta tinha cerca de 1 milhão de usuários da droga. O número era quase três vezes maior do que em 2003. Mortes relacionadas a essa droga tiveram aumento de cinco vezes desde 2000. Outro relatório da ONU, divulgado ano passado, afirmava que os opióides, como a heroína, foram o tipo de droga mais nocivo e representaram 70% do impacto negativo da saúde associado aos distúrbios do uso de drogas em todo o mundo.

Newsletter

As principais notícias do dia no seu e-mail.

TROCAR IMAGEM


Quase pronto…

Acesse sua caixa de e-mail e confirme sua inscrição para começar a receber nossa newsletter.

Ocorreu um erro.
Tente novamente mais tarde.

Email inválido.
{{mensagemErro}}





Fonte: https://oglobo.globo.com/rio/receita-federal-apreende-150kg-de-heroina-no-aeroporto-do-galeao-22622144