Rueda retorna ao Maracanã, palco de fortes emoções distintas pelo Fla – 24/06/2019

0
32



Reinaldo Rueda assumiu o Flamengo no dia 14 agosto de 2017 e, nove noites depois, já estava no Maracanã para uma decisão: enfrentar o Botafogo pela partida de volta da semifinal da Copa do Brasil. E esta foi a tônica do treinador em sua passagem pelo Rubro-Negro. Agora retorna ao estádio pela seleção chilena, que enfrenta a uruguaia nesta segunda-feira, às 20h (de Brasília), pela última rodada do Grupo C da Copa América.

O treinador comanda o Chile desde o início de 2018, quando deixou o Flamengo. A passagem pelo clube carioca foi intensa, apesar de ter durado apenas quatro meses e sido interrompida de maneira polêmica e com discursos controversos entre a diretoria e o colombiano.

Pelo Flamengo, ao todo, foram 31 jogos, sendo diversos com caráter decisivo. Só de mata-mata foram sete, somando Primeira Liga, Sul-Americana e Copa do Brasil. No primeiro torneio, ficou pelas quartas (para o Paraná, nos pênaltis), já nos dois últimos chegou até as finais – perdeu para Independiente-ARG e Cruzeiro (novamente nos pênaltis), respectivamente.

Como naquele ano o Flamengo utilizou o Luso-Brasileiro (Ilha do Governador) com frequência, Reinaldo Rueda pouco comandou o Rubro-Negro no Maracanã. No entanto, o saldo do treinador no maior estádio do Rio é positivo, quando o assunto é mata-mata: três vitórias e três empates, em seis duelos.

Na véspera de reencontrar o Maracanã e, fatalmente, torcedores do Flamengo, Rueda não escondeu a satisfação de trabalhar novamente no estádio.

– Acredito que este cenário é místico. É o templo do futebol sul-americano, é um grande orgulho e satisfação, uma motivação enorme. O gramado que às vezes não é o melhor, mas sempre é especial atuar aqui. Estar aqui é histórico. O Maracanã é o Maracanã – comentou, em entrevista coletiva.





Fonte: https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/lancepress/2019/06/24/rueda-retorna-ao-maracana-palco-de-fortes-emocoes-distintas-pelo-fla.htm