Em meio ao caos, é possível encontrar escola, transporte e medicina de qualidade no Rio

0
12



RIO –
Saúde
,
educação
,
alimentação
,
transporte
. Um apanhado de palavras que pode fazer muito carioca tremer diante do
serviço público
. Mas, em meio a um cenário decepcionante para a maioria da população, O GLOBO foi em busca de exemplos bacanas, a partir da indicação dos próprios
moradores do Rio
. Entre eles, há desde iniciativas em áreas sempre muito criticadas, como um ônibus com ar-condicionado e wi-fi disputado por passageiros acostumados a um serviço de transporte precário; um serviço médico de excelência em Marechal Hermes, no
subúrbio
, na fronteira da
Zona Oeste
; e uma escola, que figura entre as mais bem avaliadas, na esquecida
Zona Norte
.

“A poesia está no ar”. A faixa na entrada da
Escola municipal
Adlai Stevenson, em
Irajá
, sugere que algo diferente acontece por ali. Em plena semana literária, a escola foi decorada por alunos e professores. A unidade apresenta desempenho crescente no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (
Ideb
).

Mente sã, corpo são

A aposta da diretora Mara Vedovi no tratamento humanizado dos alunos e na capacitação dos professores tem dado certo. A Adlai já figura, no município, entre as sete melhores do ensino básico, dividindo o palco com o consagrado Colégio Pedro II dos campi da Tijuca e do Humaitá.

No Restaurante Popular de Campo Grande, aposentados, famílias inteiras e moradores de rua são bem atendidos por R$ 2 Foto: Guito Moreto / Agência O Globo
No Restaurante Popular de Campo Grande, aposentados, famílias inteiras e moradores de rua são bem atendidos por R$ 2 Foto: Guito Moreto / Agência O Globo

— Fala-se tanto que os serviços públicos são ruins, mas o nível daqui é tão bom quanto o das escolas particulares — elogia Thiago Gonçalves, pai de Matheus, de 11 anos. — O fato de a escola ter se tornado o que é hoje traz autoestima para os alunos.

Leia também:
Wired Festival Brasil debate o futuro das cidades inteligentes e seus desafios

— É uma escola diferente. Aprendemos que cada matéria tem sua importância, mesmo as de que não gostamos — diz Matheus, que acrescenta contar com a ajuda de professores para decidir o que fará no futuro.

Em
Campo Grande
, na Zona Oeste, uma grande fila se forma no calçadão na hora do almoço. Os desaviados podem até achar que é movimento para comprar bilhete para o trem. Mas, no local, funciona um tipo de serviço cada vez mais raro: o
Restaurante Popular
. O estado já teve 17 unidades, oito delas na capital. Hoje, há apenas cinco. A de Campo Grande é elogiada pelos frequentadores como Sebastião Leite, de 79 anos. Morador de Paciência e ambulante de picolé no Recreio há 46 anos, ele almoça por R$ 2, com direito a suco e à sobremesa. E divide a mesa com outros idosos, famílias inteiras, comerciantes e moradores de rua. Crianças não pagam.

— Este lugar é uma bênção para o povo. Não pode deixar de existir. Temos que dar muito valor — enaltece Sebastião.

Os três restaurantes na capital — em Campo Grande,
Bangu
e
Bonsucesso
— serviram, desde julho de 2017, 3,5 milhões de pratos. Pela manhã, um café é oferecido por R$ 0,50. O cardápio é pensado pela equipe da nutricionista Tamara Ley, responsável técnica pelo programa municipal.

— Buscamos resgatar a saúde do carioca. Temos relatos de pessoas que comem aqui todos os dias e, em um mês ou dois, conseguiram reduzir colesterol e triglicerídios, e o intestino passou a funcionar melhor — conta, orgulhosa.

Ônibus com wi-fi, entrada USB e ar-condicionado Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo
Ônibus com wi-fi, entrada USB e ar-condicionado Foto: Antonio Scorza / Agência O Globo

O
Hospital Estadual Carlos Chagas
, em
Marechal Hermes
, está inserido num quadro grave da saúde pública. Lá, no entanto, há um serviço médico de excelência, disputado por pacientes que lutam contra a obesidade. O cirurgião bariátrico Cid Pitombo — que operou famosos como André Marques e Leandro Hassum — oferece sua expertise em intervenções menos invasivas para quem não pode pagar. O programa liderado por ele aumentou em 2.300% a oferta de cirurgias bariátricas na unidade: em nove anos, passou de 20 operações por mês para 480.

— O programa funciona porque o estado entendeu que ele precisaria ter independência. Briguei por isso. O mais legal é ver uma população que estava desassistida agora ter uma situação controlada — observa Pitombo.

Leia mais:
Morador de abrigo vai de aluno a professor em curso de inglês para população de rua; veja o vídeo

Nos primeiros meses após a cirurgia, Alessandra Moura, de 41 anos, perdeu 80 quilos:

— Fico boba de ver que o doutor Cid consegue manter um serviço que funciona tão bem num prédio ao lado de uma emergência com tantos problemas.

Ônibus aprovado

Na
Ilha do Governador
, as linhas de ônibus da Viação Ideal, que leva passageiros para o Centro, a Zona Sul e o Méier, se tornaram queridinhas. Aquilo que deveria ser regra é o diferencial. Ao contrário de outras linhas na cidade, a frota é 100% refrigerada, e a maioria dos veículos tem wi-fi e entrada USB para recarregar o celular. O chaveiro Márcio José da Silva, de 38 anos, que mora em Bangu, mas trabalha perto do ponto final do 325 (Ribeira-Castelo), diz que o exemplo devia ser seguido:

— Os outros ônibus não precisavam nem ter todas essas coisas, só o conforto dele, que é novinho, tem ar, tudo organizado. Já seria excelente…

Para a filósofa, especialista em elaboração e implementação de políticas públicas, Viviane Mosé, os bons exemplos devem servir de inspiração para toda a sociedade:

— Enquanto uma parte do país vive em meio ao caos e ao retrocesso, outra continua existindo porque há pessoas que fazem acontecer.

Serviços que são para lá de bacanas

1 Mutirão espalha verde há 33 anos

O Mutirão de Reflorestamento, até hoje, já plantou dez milhões de mudas e ajudou a colorir de verde áreas importantes da cidade, como o Morro Dois Irmãos e o Corcovado. Criada em 1986, na gestão do então prefeito Saturnino Braga, a iniciativa foi mantida pelos que vieram depois, reforçando também a importância de se dar continuidade a projetos.

2 Filas diminuem no Detran

Este ano, motoristas passaram a encontrar um cenário menos caótico nos postos do Detran. As conhecidas filas diminuíram. Os usuários acreditam que a mudança está relacionada ao fim da vistoria anual, decretada por Witzel, a uma distribuição mais eficiente de prazos de licenciamento e à emissão on-line de CNH e CRLV.

3 Geladeiras viram bibliotecas

Na Escola Municipal Dom João VI, em Higienópolis, na Zona Norte, a professora Ana Soares criou o projeto “Lê comigo” para estimular a leitura. Ela inventou as “gibizeiras”: geladeiras velhas que iriam para o lixo foram reformadas e transformadas em bibliotecas, que fazem o maior sucesso entre os alunos. Ana foi premiada pela Alerj.

4 Atividade física e supervisão médica

Com cerca de 140 mil participantes atualmente, o programa Academia Carioca, criado há dez anos, oferece prática de exercício físico com acompanhamento médico através das Clínicas da Família. Os pacientes fazem ginástica, aula de dança, capoeira, sob supervisão profissional. A crise na saúde do município, no entanto, ameaça a iniciativa.

5 Um olhar humano para os bichinhos

O Centro de Proteção Animal Fazenda Modelo, em Guaratiba, na Zona Oeste, acolhe cerca de 800 animais, entre cães e gatos, resgatados de situações de risco ou maus-tratos. A unidade oferece atendimentos clínicos, cirurgias emergenciais e de esterilização para os animais. As castrações são agendadas pelo site nos dias 25 de cada mês.

6 Perícia genética ao alcance de todos

Na Uerj, um Laboratório de Diagnósticos por DNA funciona há 23 anos dando suporte às áreas da Justiça e da Segurança Pública. Com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio (Faperj) e convênios com Tribunal de Justiça, Ministério Público e Defensoria, pessoas sem recursos podem ter acesso a perícias genéticas.

7 Menos papel e perda de tempo

Ainda em desenvolvimento, o portal “Ruas Rio” da prefeitura, no ar desde outubro, permite que os donos de imóveis consigam obter on-line e na hora a Certidão de Histórico de 13 mil logradouros reconhecidos na cidade. Com a implementação do serviço, a emissão do documento, usado para atualizar endereços de imóveis, mais que dobrou.

8 Hospital tem até delivery de pizza

No Hospital Estadual da Criança, em Vila Valqueire, as crianças têm direito a fazer pedidos à equipe médica que providencia de pizza à visita de amigos, o que deixa os pacientes mais felizes. A unidade voltada para casos de média e alta complexidades acredita que a abordagem humanizada tem efeito sobre o resultado do tratamento.





Fonte: https://oglobo.globo.com/rio/em-meio-ao-caos-possivel-encontrar-escola-transporte-medicina-de-qualidade-no-rio-24111470