Lixo invade praia na Ilha do Governador

0
321

RIO – Garrafas, caixas de papelão, sacolas e até uma pilha de papeis. Essa descrição cairia bem em um aterro sanitário ou uma usina de reciclagem, no entanto, retrata a situação das areias da praia da Bandeira, na Ilha do Governador, Zona Norte do Rio. O local, que deveria servir de área de lazer para a população, é marcado pelo mau cheiro e pela sujeira.
” Na hora de cobrar o altíssimo IPTU, a prefeitura não mede esforços. Mas, na hora de cumprir com suas obrigações, faz ‘corpo mole’. Alô Comlurb, cadê você?”, ironizou o leitor Ricart Monachesi, em relato enviado ao Eu-repórter, a seção de jornalismo participativo do GLOBO.
A Comlurb esclareceu que a praia passa por limpeza todos os dias, por volta das oito horas da manhã, incluindo os fins de semana. No entanto, como a área é poluída, o órgão não tem como controlar os dejetos trazidos pela maré. De acordo com a companhia, o trabalho de limpeza da orla da praia da Bandeira depende da despoluição da Baía de Guanabara.